domingo, 13 de dezembro de 2015

SÚBITO, isto é: de repente, num rompante, inesperado, depois de...

Foto copiada de Paraná Online Tribuna/Esportes - Notícia veiculada em 17/03/2012
 
SÚBITO

O corpo impreciso, o desejo inacabado, a boca num rótulo de mostarda extraforte. Quase meia-noite e as estrelas fogem: para onde vai a luz depois do sol? Viste os olhos com que te olhei naquele amanhecer? Talvez precisasse amadurecer, desverdear mais um pouco, voltar ao liquidificador, amolecer os dentes, criar vento. Talvez precisasse de tanta coisa que não tinha e das quais não sentia falta. Mas quando vejo a calçada passando sob meus pés, cada vez mais rápido, me assusto: corro de ou corro para: a vontade inexata não mexe um músculo.

João A. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...