sexta-feira, 8 de novembro de 2013

POESIA - RELÍQUIA



A palavra que ia dizer-te
- que disse que estava presa
na garganta -
agora não poderás mais ouvir,
já que nem para escutar
o andaluz murmúrio do vento,
tua vida mais se levanta.


Terei de leva-la comigo,
para sempre,
no coração, como relíquia:
a palavra que aguardei para dizer-te:
quando estava mais feliz,
como quem canta
diante da iminência do encontro
que já nem no tempo mais se conta.


A palavra que guardei
e que respondia à tua pergunta:

o que sinto por ti


é Amor.

Pero Vás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...