sexta-feira, 10 de agosto de 2012

POEMA CONFUSO (COM FUSO)




















POEMA CONFUSO (COM FUSO)

(Côro: Não permita, Deus!)
Que eu morra
sem que eu volte para Gomorra.

(Côro: Não permita, Deus!)
Que a terra me coma
antes que esteja em Sodoma.

(Côro: Não permita, Deus!)
Que meus olhos estejam vesgos
quando eu passar por Lesbos

(Côro: Não permita, Deus!)
ou que tenham virado pó,
quando eu chegar a Jericó.

Eu quero ver os papagaios nos teiados
da Cidade Baixa
e a felicidade nos óios das pessoa
na fila da Caixa.

Eu quero entrar no SUS!
Eu quero ser judiciário!
Eu quero ser mais um braço
no sistema carcerário!

E depois de tantos haveres,
e depois de tantas histórias,
eu quero ler nas paredes:
“Em Brasília, 19 horas.”

Autista Baptista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...