domingo, 8 de julho de 2012

O CANDIDATO



O CANDIDATO

Tu que não és sim.
Tu que não és não.
Tu que és talvez,
mistério, adivinhação.

Tu cujos olhos vêem
só o que querem ver.
Tu cujos ouvidos ouvem
só o que querem ouvir.

Tu que muito falas
e calas coisas por dizer.
Tu que muito ages
e deixas tudo por fazer.

Tu que não tens ar, movimento,
rija mente chã.
Tu que tens a voz cinza do cimento,
obra prima de Rodin.

Toma o meu voto!
Pega o meu dinheiro!
Leva o meu tempo!

Se tudo der certo,
a partir de janeiro,
estarás no topo...

E eu, por quatro anos,
no teu esquecimento.

Pero Vás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...