terça-feira, 19 de junho de 2012

FIM DOS TEMPOS

O Partido dos Trabalhadores foi fundado no dia em que fiz 15 anos: 10 de fevereiro de 1980. Nessa época, eu estava em férias da escola, tinha passado para a 2ª série do 2º grau, e estava na praia, em Rainha do Mar, com minha mãe.
Lembro do orgulho que me encheu o peito quando li a notícia. Desde o ano anterior, em 1979, engajado no Grêmio Estudantil do colégio onde estudava, o Colégio Marista São Pedro, no bairro Floresta, em Porto Alegre, participava de encontros clandestinos com estudantes da UFRGS e da PUC na Faculdade de Direito da UFRGS, em casas de ativistas nos bairros Bom Fim, Floresta, Santana, Cidade Baixa.
Saía a noite para pixar paredes ou colar cartazes em apoio ao partido que se gestava, pelo fim da ditadura, pela livre expressão do pensamento.
Nosso sonho: uma sociedade livre, o pleno emprego, a divisão equânime das riquezas, escola e saúde para todos, moradia, saneamento, liberdade de expressão, dignidade.
Trinta e dois anos depois, olho para a realidade política-social do meu país e, sinceramente, tenho vontade de chorar. Depois de tantos anos indo às ruas reclamando, exigindo, apoiando, criticando, denunciando, apanhando, estou desencantado. E sinto que não tenho mais forças para acreditar no sonho antigo.
Então, tomei a triste decisão de que este ano vou anular meu voto. Triste porque jamais pensei em fazê-lo, triste porque fui a vida toda um defensor intransigente da importância do voto.
Porém, não há como não estar triste, decepcionado, desencantado.
É só olhar a foto abaixo:


É O FIM DOS TEMPOS! THE DREAM IS OVER!

O que mais posso dizer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...