quarta-feira, 25 de abril de 2012

ESPERA...

Enquanto imagino a felicidade que sentirei no dia em que você chegar...
 
... para ficar!

Sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor?
Porque se eu me emocionava vendo você,
porque se eu me acordava no meio da noite
só para ver você dormindo...
Meu Deus! Como você me doía vezenquando!

Eu vou esperar por você.
Sentado. Num banco. Bem no meio de uma praça.
Numa tarde cinza de inverno.
E quando você chegar,
os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você!
E a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa,
que eu vou ficar um tempo enorme só olhando você.
Só olhando, olhando, olhando e pensando:
Meu Deus, Ah, Meu Deus! Como você me dói vezenquando!

(Caio Fernando Abreu - do livro "O Ovo Apunhalado")

2 comentários:

  1. Obrigada,meu amor,pela manifestação quase pública do amor que alimentas.Te amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, meu grande amor, só de imaginar, meu coração pula, ri, corre, salta, late, abana o rabo, finge de morto e rola de felicidade. Quando finalmente acontecer, então... nem sei.

      Excluir

Prezado visitante, seja bem-vindo. Os comentários aqui postados não são moderados, por isso, conto com a sua moderação.

Plugin Artigos Relacionados para WordPress, Blogger, ...